O FERRET E SUA ORIGEM

O Ferret (Mustela putorius furo) é um primo doméstico e provável descendente da doninha européia (Mustela putorius). Acredita-se que seja originário do cruzamento da doninha européia com a doninha das estepes siberianas (Mustela evermanni). O Ferret está sob custódia do homem há muitos séculos (no mínimo há 2000 anos), o que prova que a idéia de que é um animal selvagem está errada. Existem citações do Ferret como animal doméstico nos escritos de Aristóteles (384 AC - 322 AC), Strobo (63 AC - 24 DC) e Plínio (23 - 79 DC). Compará-lo a seus primos selvagens seria o mesmo que comparar um cão a um lobo.

O Ferret fica adulto com aproximadamente 6 meses de idade e vive de 8 a 10 anos ou mais, dependendo dos cuidados e da alimentação.


O QUE É UM MARSHALL FERRET?

 

O Marshall Ferret é um Ferret especial, procedente de urna linhagem desenvolvida nos últimos 50 anos pela Marshall Farms nos Estados Unidos. A Marshall é a maior fazenda de criação de Ferrets do mundo e é autoridade reconhecida mundialmente pela qualidade e docilidade dos seus animais e pelos seus conhecimentos adquiridos nessas 5 décadas.

A Marshall chegou a um nível de "criação fechada". Isto significa que ela não precisa incorporar animais de fora em seu plantel. Ela possui 6 colônias diferentes de Ferrets e mantém a sua linhagem cruzando animais destas colônias entre si. Na prática, isto garante uma padronização física e de temperamento dos animais criados.

Um Marshall Ferret pode ser identificado pelas seguintes características:

1) Tem 2 pontos azuis tatuados na orelha direita. Cada ponto corresponde a um procedimento cirúrgico específico (castração e retirada das glândulas adanais).

2) Tem um microchip implantado sob a pele. Ao comprar um Marshall Ferret você deverá ter presenciado a leitura deste microchip por uma leitora magnética. O código lido é o mesmo que consta em seu certificado de propriedade.

3) Ele é castrado e muito dócil.


CHEGANDO EM CASA


Agora que seu Ferret está em casa, chegou a hora de conhecê-lo. Lembre-se de que, mesmo acostumado às pessoas, ainda trata-se de um bebê. Portas que batem, telefones que tocam, a sensação de estar sozinho são experiências novas para ele. Ele não deve ser carregado para toda a parte para que você o mostre a todos os conhecidos.
Ele precisa de tempo para conhecer toda a família. Além do mais ele só pode passear na rua após receber todas as doses de vacinas no veterinário, o que ocorre por volta dos 4 ou 5 meses de idade. Os seus vizinhos devem saber que você possui um Ferret e que aparência ele tem, isso é muito importante, sobretudo se ele se perder, pois poderá ser facilmente identificado.
Sua casa deverá ser "à prova de Ferrets", pois esses animais são extremamente curiosos e vão inspecionar cada novo lugar. Cuidado com buracos com mais de 2.5 cm X 2.5 cm, os Ferrets têm o corpo extremamente flexível e adoram entrar em locais aparentemente inacessíveis. Seu acesso à casa deve inicialmente ser limitado, aumentando progressivamente com o passar do tempo. Inicie com um quarto ou um banheiro, por exemplo (lembre-se antes de observar os ralos e deixar a bacia sanitária com a tampa fechada); procedendo desta maneira será mais fácil educá-lo e ensiná-lo a usar a bandeja sanitária.
Você deve acariciá-lo, brincar como se ele fosse um cãozinho, carregá-lo bastante no colo. Permita que ele o mordisque enquanto brinca; o Ferret adora uma luta livre! Caso ele o machuque, seu Ferret deverá aprender que está errado, e até que ponto pode ir. Sempre converse com ele de forma amigável antes de pegá-lo no colo, você parece um sujeito bem grande do ponto de vista de um Ferret. Caso ele esteja dormindo, deixe que ele se alimente e vá ao banheiro antes de segurá-lo no colo.
Deve ser providenciada água fresca sempre disponível, ração seca e umedecida, pois seu filhote ainda está em um período de transição em sua dieta.
A ração umedecida com água deve ser aos poucos substituída pela ração seca. Seu Ferret deve estar totalmente adaptado com a ração seca por volta da 12a a 13a semana de idade.
É muito importante que seu animal possua uma gaiola. A gaiola é sua proteção, seu lar, seu cantinho.


OS FERRETS MORDEM?

 

Um filhote de Ferret quer testar seus novos dentes, brincando com seus dedos, tornozelos e qualquer outra parte do corpo que esteja a sua frente. Os Ferrets têm uma pele grossa recoberta com pelos. É natural que brinquem brigando, sem se machucarem. Mas na nossa pele, seus dentinhos podem machucar. À medida que seu animal cresce, ele sairá desta fase. Na fase adulta ele ainda mordiscará quando quiser chamar a atenção ou, simplesmente, para deixar claro "quem é que manda aqui". Se ele passar dos limites, segure-o com uma das mãos pelas axilas e diga firmemente "NÃO", dando-lhe um peteleco com a outra mão. Após isso ponha o animal no chão e o distraia brincando com outra coisa. Ferrets gostam de testar seus donos. O segredo de um bom condicionamento é ter muita paciência.


A GAIOLA


Os Ferrets não são como cães e gatos; não podem ser deixados soltos pela casa. Uma gaiola adequada é uma necessidade! Na ausência do dono, impede que nosso amigo se meta em confusões e que quebre aquele vaso de cristal. A gaiola é o lar dos Ferrets. Seus ancestrais viviam em tocas, é importante que eles tenham um local especial onde possam dormir. A maioria deles come, dorme e faz suas necessidades dentro da gaiola. Da mesma forma que eles gostam de sua liberdade quando saem para brincar, também gostam da segurança que sua casa lhes oferece. Quando estão fora, brincando, a porta da gaiola deve permanecer aberta para que eles possam retornar sozinhos, caso queiram dormir, comer ou fazer suas necessidades. O Ferret precisa de um tipo de "ninho" para dormir. Ele prefere camisetas ou moletons 100% algodão, mantas para bebês 100% algodão ou redes e camas especiais. Certifique-se que não haja zíper, botões ou fios desfiados: o Ferret pode ingeri-los, correndo o risco de obstrução intestinal. Tire seu animal da gaiola pelo menos uma vez ao dia. Quanto mais exercício diário melhor, incluindo muita brincadeira e carinho neste momento. Mantenha a gaiola em um local fresco e seco, onde não haja corrente de vento e luz solar incidindo diretamente. O Ferret possui um número limitado de glândulas sudoríparas e pode se desidratar facilmente. NUNCA DEIXE SEU ANIMAL NA GAIOLA EXPOSTO DIRETAMENTE AO SOL.
Não coloque a gaiola perto de equipamentos de som ou da televisão. Mantenha a gaiola limpa, utilizando água e um sabão neutro.
A gaiola precisa:
·Ser resistente e de metal.
·Ser grande o suficiente (mínimo 45cm h., 45cm l. e 45 cm c.). Quanto maior, melhor.
·Ter abertura grande o suficiente para colocação da bandeja sanitária.
·Ser à prova de fugas e de malha fina, caso contrário o animal poderá espremer-se por qualquer espaço, podendo ficar preso, o que poderia ser fatal. Cuidado com as travas de mola.
·Possuir áreas distintas para dormir, alimentar-se e ir ao banheiro. Recomenda-se colocar o bebedouro do lado da ração e a bandeja sanitária no lado oposto, também distante do local de dormir

DICAS COM CRIANÇAS PEQUENAS

 

Um filhote de Ferret e uma criança pequena significam trabalho em dobro. Ambos testam os seus limites e precisam de muita atenção e educação.

Um Ferret não pode ser treinado para comportar-se com uma criança pequena. Como ambos são imprevisíveis, devem ser sempre supervisionados.

O potencial para machucar, mesmo sem a intenção de fazê-lo, existe em ambos os lados. Se estiverem juntos, devem ter sessões para se conhecerem, que devem ser curtas no início, para que ninguém ultrapasse os limites. As crianças podem morder, mesmo gostando do animal. Supervisione!!.

Ensine seus filhos que os animais não são bichos de pelúcia. Não compre um Ferret ou qualquer outro animal doméstico para ensinar uma criança a ser responsável: compre um animal para uma criança responsável.

Ferrets, assim como quaisquer outros animais domésticos, não devem ser deixados com uma criança pequena sem a supervisão de um adulto.



ALIMENTAÇÃO


Os Ferrets devem sempre ter acesso à água, que deve ser trocada diariamente. Você deve utilizar um bebedouro do tamanho indicado para animais pequenos (½ litro). Prenda-o pelo lado de fora da gaiola com o bico voltado para dentro a uma altura aproximada de 10 a 15cm do solo, onde ele poderá beber sem dificuldade. Lave o bico e a garrafa diariamente. Alguns bebedouros com bicos muito pequenos podem entupir com a saliva.
Aperte diariamente a garrafa para ver se não está entupida, e se você for ficar alguns dias fora e deixar o animal sozinho, é recomendado que coloque mais de um bebedouro na gaiola. Os Ferrets costumam jogar toda a água de vasilhas para fora, por isso o uso de bebedouros é o ideal: ele evita que a gaiola fique molhada e que o animal fique sem água.
Os Ferrets são considerados carnívoros obrigatórios, e não vegetarianos, necessitando de proteínas de origem animal em sua dieta. O alimento adequado para Ferrets é a ração balanceada, onde encontraremos os nutrientes em quantidades ideais, o que proporcionará uma nutrição ótima e maior longevidade.
A ração deverá estar disponível o dia todo, pois o Ferret faz várias pequenas refeições ao dia. Quando filhote, o alimento deverá ser dissolvido com água para que amoleça. A ração umedecida deverá ser trocada três vezes ao dia para que não estrague. Aos poucos ele estará adaptado ao produto seco.
Seu sistema digestivo é curto, não possuem ceco (uma porção do intestino grosso) e sua digestão é rápida, aproximadamente 2 a 3 horas. Isso explica a necessidade de uma dieta específica e de deixarmos alimento sempre disponível o dia todo, pois ele faz várias pequenas refeições ao dia. Uma ração ideal deve ter um alto nível de proteínas de alta digestibilidade (mais de 32%) e de gorduras (mais de 18%). RAÇÕES PARA CÃES E PARA GATOS NÃO SÃO ADEQUADAS PARA FERRETS.

 

USO A BANDEJA SANITÁRIA


Chegou a hora de ensiná-lo a fazer suas necessidades no local certo. O método é semelhante ao utilizado em cães e gatos. O reforço positivo e a repetição são as chaves do sucesso. O nome deste jogo é paciência. Os donos de Ferrets tendem a manter os animais muito presos ou muito livres pela casa. Nenhuma destas alternativas é boa. Aumente a área onde o Ferret brinca aos poucos, um cômodo por vez.
A bandeja sanitária deve ter aproximadamente 10 cm de altura e ser rebaixada em um dos lados para que ele possa entrar. Caso ele "escape" e faça o que tem que fazer do lado de fora da caixa, então ela deve ser mais alta. Bandejas para gatos não são adequadas para Ferrets, são muito baixas.
Coloque a caixa no canto da gaiola, no lado oposto ao bebedouro e ao comedouro. Posicione redes, tubos e sacos de dormir longe da bandeja sanitária. Os Ferrets são animais limpos; não gostam de sujar suas camas e o local onde comem.
Quando ele deseja ir ao banheiro, começa a cheirar, procurando um canto. Quando o encontra ele se vira, coloca os membros posteriores na direção do canto escolhido, levanta a cauda e "termina o serviço". Você aprenderá a reconhecer este comportamento. Quando ele começar a cheirar, coloque-o na caixa sanitária. Seja rápido, se ele voltar suas costas para um lado, será tarde demais. Normalmente o Ferret procura o banheiro quando acorda, e defeca algumas vezes durante o dia no mesmo cantinho. Lembre-se que o alimento ingerido atravessa o corpo em aproximadamente 3 horas. Diferente do gato, ele não enterra suas fezes, portanto sua caixa deve ser limpa 2 vezes ao dia. Deixe um pequeno resíduo de fezes na bandeja até que ele aprenda onde está seu banheiro
Os Ferrets procuram os cantos para fazer as suas necessidades. Uma boa técnica é colocar um pedaço de jornal em todos os cantos do cômodo até que ele escolha o seu canto preferido. Recomenda-se prender o jornal com fita adesiva no chão, pois o Ferret poderá achar que é um brinquedo onde pode entrar em baixo. Colocar um pouco de fezes no canto do cômodo sobre o jornal também ajuda. Deixe que o animal cheire o local para que saiba que aquele é seu possível banheiro.
Uma vez escolhido o canto preferencial, coloque aquele pedaço de jornal dentro da bandeja sanitária, colocando-a no canto escolhido. Quando suspeitar que o animal precisa ir ao banheiro, coloque-o rapidamente dentro da caixa, até que ele aprenda. A maioria aprende rapidamente, outros precisam ser lembrados por mais tempo. Os Ferrets são animais que criam hábitos, e isso ajuda no seu treinamento. Uma vez que ele aprenda, repetirá o procedimento. É recomendado que o proprietário lembre o seu animal do local adequado durante 3 a 4 semanas. Lembre-se de não colocar a bandeja em cima de seu tapete preferido, o Ferret poderá usá-lo para se limpar.
Não esfregue o nariz do animal em suas fezes, não grite ou bata em seu Ferret. O sucesso no aprendizado leva tempo. Um comportamento apropriado e carinho ajudam seu animal a aprender mais rápido.

DOENÇAS E VACINAÇÃO


O Ferret deve ser vacinado contra duas doenças: a Cinomose e a Raiva. O único profissional habilitado para examinar e vacinar seu animal é o Médico Veterinário.
A Cinomose é transmitida pelo cão e é 100% fatal em Ferrets. O Ferret é também aproximadamente 200 vezes mais sensível à infecção pelo vírus da Cinomose que o cão. Esse vírus tem capacidade de ficar no ambiente em condições de causar a doença por alguns meses. NÃO LEVE SEU FERRET PARA PASSEAR ATE QUE ELE ESTEJA COM SEU ESQUEMA DE VACINAÇÃO COMPLETO. CONSIDERA-SE O ESQUEMA COMPLETO 30 DIAS APÓS A ÚLTIMA DOSE DE VACINA.
Seu filhote já recebeu uma primeira dose de vacina contra cinomose nos Estados Unidos, por volta da 6a semana de idade. Para mantê-lo saudável, É IMPERATIVO que você continue o esquema vacinal junto a seu veterinário da seguinte forma:
10a semana de idade = 2a dose da vacina contra Cinomose;
14a semana de idade = 3a dose de vacina contra Cinomose;
18a semana de idade = 4a dose de vacina contra Cinomose;
20a semana de idade = vacina contra Raiva;
Revacinar anualmente contra Cinomose e contra Raiva.
A vacina contra Cinomose que seu Ferret receberá NÃO É A MESMA UTILIZADA
PARA A IMUNIZAÇÃO DE CÃES! NÃO VACINE SEU FERRET COM VACINAS POLIVALENTES PARA USO EM CÃES! A vacina recomendada é a monovalente, produzida a partir de vírus vivos modificados avianizados. Esta vacina é produzida somente pela Fort Dodge Saúde Animal®: Galaxy C.
A vacina contra raiva que seu Ferret receberá é a Rabisin® da RhodiaMerieux®. E uma vacina inativada e é a única aprovada para uso em Ferrets disponível no mercado.
NÃO PERMITA QUE SEU FERRET RECEBA VACINAS DIFERENTES DAS MENCIONADAS AQUI!
O Ferret também é suscetível ao vírus da gripe humana. Evite o contato de seu animal com pessoas gripadas, principalmente se seu animal for jovem: nesta idade, a doença pode ser fatal.


BANHO

 

Quando o animal deve tomar banho depende exclusivamente do dono e do próprio animal. Alguns banham seus animais a cada duas semanas, outros a cada mês. NÃO DÊ MAIS DE UM BANHO POR SEMANA. Banhos muito freqüentes removem a oleosidade natural da pele, podendo resultar em problemas dermatológicos. É indicado um shampoo para Ferrets ou para gatos. Na falta destes, use um sabonete neutro. Não use shampoos humanos ou para cães. O banho deve ser dado nas horas mais quentes do dia e com água levemente morna. Seque-o com uma toalha felpuda e deixe-a no chão para que ele fique brincando, terminando assim de secar-se. Durante o banho deve-se tomar cuidado para que não entre sabão ou água em seus olhos, focinho ou ouvidos. As unhas devem ser cortadas regularmente a cada 10 a 15 dias, não só para prevenir arranhões, mas para a proteção do próprio animal.



CASTRAÇÃO, POR QUÊ?

 

A castração evita que os animais, durante o período do cio, apresentem características indesejadas como odor forte, agressividade com os outros animais, urinar fora do local habitual, etc, As fêmeas, quando não castradas, permanecem um longo período no cio se não houver a cruza. Durante este período apresentam um nível muito alto de estrógeno (um hormônio) no sangue, o que leva a vários problemas de saúde como: anemia (tipo aplástica), um tipo de infecção no útero (piometra), e problemas dermatológicos (dermatite hormonal), não raro levando o animalzinho à morte!

Assim, a castração é o melhor para a saúde de seu animalzinho e para um manejo mais fácil.

O IBAMA também não autoriza a importação destes animais sem estarem castrados, pois não deseja sua procriação no País.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!